Educação 4.0: a nova realidade da sala de aula

Ao longo da história da humanidade, a relação ensino/aprendizagem sofreu modificações, principalmente nas últimas décadas, quando houve intensa revolução tecnológica no mundo. Novas demandas educacionais surgiram no ambiente da sala de aula, a fim de acompanhar o desenvolvimento de novas profissões e temas ligados à tecnologia.

Hoje, o termo Educação 4.0 é usado para se referir ao modelo de ensino que busca atender as demandas da chamada Indústria 4.0, um ambiente cada vez mais tecnológico, caracterizado pelo desenvolvimento da robótica, automação, inteligência artificial e linguagem computacional. Ou seja, o surgimento de novas mídias, a expansão da internet e a inteligência das máquinas exigem que o desenvolvimento de novas habilidades e ferramentas digitais sejam incorporados cada vez mais cedo à vida do homem, começando desde o ensino escolar básico.

A Educação 4.0 trabalha com a ideia de “aprender fazendo”. Nesse modelo de ensino, o aluno é desafiado a entender o processo de criação das novas tecnologias, sendo capaz de desenvolver projetos de sua autoria, interdisciplinares e de forma colaborativa. A sala de aula característica desse modelo tem um ambiente diferenciado, leve e participativo, contribuindo com o objetivo da Educação 4.0, que é tornar o aluno autor e protagonista no processo de aprendizagem.

É um modelo educacional inovador, voltado para a resolução de problemas, colaboração, programação e cultura maker (“faça você mesmo”).